Challenge Coins: conheça a história das tradicionais moedas militares

Challenge coins prateadas e douradas das forças armadas do Brasil sobre uma mesa.

 

Moedas com tamanhos que variam entre quatro a cinco centímetros de diâmetro, que podem ter cores, formatos, materiais e acabamentos diferentes. Que carregam em seus minuciosos detalhes símbolos que representam as marcas das histórias vividas pelas instituições das Forças Armadas ou nas Forças Auxiliares. 

As moedas podem ser totalmente personalizadas com gravuras de insígnias e emblemas de organizações, rostos de homenageados e também frases usadas como lemas de uma instituição. 

Esta é apenas uma breve descrição das “Challenge Coins". Traduzindo o nome em inglês, significa moedas do desafio. Elas são bastante conhecidas, principalmente, pelos militares norte-americanos. Representam pertencimento para os integrantes de uma corporação, pois são recebidas como símbolo de conquistas e sucesso ao realizarem operações.

Como surgiu a tradição das “Challenge Coins”

A história sugere algumas possíveis origens para as “Challenge Coins". Mas infelizmente, não há registros oficiais de quando surgiram ou passaram a se tornar uma forte tradição, como é atualmente. 

Acredita-se que já na Roma Antiga, as moedas passaram, além de ter valor monetário, a ter também um apego emocional. Quando um soldado se destacava na sua unidade ganhava uma moeda a mais junto ao pagamento. Há relatos de que esta moeda adicional era cunhada com um símbolo da legião a qual o soldado pertencia, ficando diferente do restante do dinheiro. Desta forma, acredita-se que os soldados começaram a guardá-las como recordação do seu bom desempenho no campo de batalha.

Moedas históricas da Roma Antiga espalhadas sobre uma superfície.

Há também uma história inspiradora, que se parece até com uma fábula. Ela narra a experiência de um soldado que foi salvo por uma “Challenge Coin”. A teoria afirma que durante a Primeira Guerra Mundial um oficial do exército norte-americano cunhou moedas personalizadas para presentear o seu pelotão.

Um dos aviadores recebeu a sua moeda e guardou o presente em uma bolsa de couro pendurada no pescoço. Um tempo depois, já na guerra, o soldado teve a sua aeronave danificada em combate e precisou fazer um pouso de emergência nas linhas inimigas. Ao ser capturado pelos alemães, o soldado teve todas as suas identificações retiradas, exceto a sua moeda. 

Quando ele conseguiu escapar e encontrar a tropa aliada, os militares não reconheceram ele, sem o uniforme oficial, sem documentos e falando em outro idioma, pois estava fora do seu país. O piloto só foi reconhecido ao mostrar que carregava consigo a “Challenge Coin", que apresentava a insígnia do esquadrão ao qual pertencia. Desta maneira, carregar uma moeda cunhada com gravuras que simbolizam o seu serviço militar passou a ser considerada uma forte tradição. 

Mas e o desafio das “Challenge Coins", como surgiu?

Soldados comemoram em um bar segurando bebidas e expressões felizes.


Depois de conhecer a origem das "Challenge Coins", vamos entender o motivo delas serem conhecidas como
moedas do desafio. Ao virar uma tradição entre os militares, é de se esperar que todo o militar ande com a sua junto dele.

E como forma de brincadeira, a tradição do desafio supostamente surgiu quando alguns militares que estavam lutando em defesa do seu país estavam em um bar no horário de descanso. Um dos integrantes do pelotão desafiou os demais para ver a moeda de cada um deles, e caso algum dos soldados não apresentasse o medalhão, teria que pagar a rodada de bebidas para todo o pelotão. Se todos estivessem com a sua moeda em mãos, quem desafiou o grupo pagaria a conta.  

O aperto de mãos

Nas forças armadas há o costume de todos se cumprimentarem com um forte aperto de mãos, em forma de respeito. E as “Challenge Coins” passaram a integrar este hábito também. Tornou-se uma tradição que ao presentear alguém com uma moeda, fosse passado de uma mão para a outra, de uma forma bem discreta.

Duas mãos de soldados trocam uma moeda militar colecionável, challenge coin.

Um caso bastante recente, que marca a história das "Challenge Coins", aconteceu em junho de 2011. No episódio, o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, visitou bases militares no Afeganistão e apertou as mãos de dezenas de homens e mulheres que servem as Forças Armadas. 

Para quem observava de fora, parecia apenas um cumprimento, mas na verdade não era. Em cada aperto de mão, Robert Gates entregou uma moeda especial sem que ninguém percebesse. A “Challenge Coin” foi entregue para simbolizar o agradecimento pelos serviços prestados ao país.

Quem pode ter uma “Challenge Coin”? 

Com o passar do tempo, a tradição de colecionar e comprar “Challenge Coins” rompeu a barreira do militarismo e passou a ser uma prática bastante comum. No Brasil, esta cultura vem crescendo extraordinariamente. 

A troca de moedas tem um significado bastante forte para este grupo, mas atualmente, muitos civis possuem coleções de moedas, seja por admirar a história ou almejar se tornar parte das instituições militares. 

A Token

Nós da Token acreditamos que grandes histórias nunca terminam. Desta forma, a nossa missão é desenvolver “Challenge Coins” que sejam capazes de cativar e transmitir histórias pelos detalhes das nossas moedas.

Mão abre caixa de madeira que contém duas challenge coins. Há outras moedas ao fundo, fora da caixa.

Também temos o compromisso de fortalecer a cultura da troca de “Challenge Coins" entre as pessoas: sejam militares, civis, sonhadores, admiradores ou colecionadores. Conheça mais dos nossos projetos e se encante com as moedas que simbolizam momentos marcantes da história.

Clique aqui para conhecer as coleções que transmitem respeito e admiração pela Marinha do Brasil, Exército Brasileiro, Força Aérea Brasileira, Forças Auxiliares, como Polícia Militar e Bombeiros, e também por símbolos religiosos.

✔️ Produto adicionado com sucesso.

PRODUTO EXCLUSIVO WWW.TOKEN.AC